Glutamina é importante para quem musculação
O médico deverá consultado para a melhor recomendação de dosagem

A glutamina é um aminoácido encontrado nos nossos músculos e tem a capacidade de produzir antioxidantes (substâncias, como vitaminas e sais minerais, protetoras das células contra os efeitos dos radicais livres produzidos pelo corpo), além de trabalhar em prol da defesa do organismo. A glutamina também coopera no equilíbrio da flora intestinal, ajudando na desinflamação das células do intestino, regularizando a quem tem prisão de ventre e diarreia. O aminoácido também pode ser adquirido na alimentação e suplementação.

A glutamina participa da produção de glutationa no corpo, um antioxidante que combate os radicais livres (moléculas celulares oxidativas e inflamadas), prevenindo o aparecimento de doenças cardiovasculares, intestinais, o envelhecimento precoce e de alguns tipos de câncer; a substância também contribui positivamente para o sistema imunológico e problemas reumatológicos.

A glutamina pode ajudar a diminuir lesões na musculatura após os treinos de longa duração e alta intensidade, sendo possível ter uma recuperação mais rápida do grupo de músculos trabalhados nos treinos.

A glutamina é encontrada em alimentos, como carnes, peixes, ovos, laticínios, leguminosas (grão de bico, soja, lentilha, feijão) e alguns vegetais (beterraba, espinafre). A glutamina também pode ser consumida em suplementação, através de cápsulas ou pó.

A ingestão de altas quantidades de suplementos de aminoácidos, como a glutamina, pode causar problemas nos rins e fígado, portanto, o médico e o nutricionistas deverão ser consultados para recomendar a dose diária necessária.

O ideal é sempre obter os nutrientes necessários do organismo através da alimentação.

Seja a sua melhor versão

Rafael Coelho