Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 5 milhões de mortes poderiam ser evitadas todos os anos, ao redor do mundo, se as pessoas fossem mais ativas
Pessoas mais ativas trabalham para prevenção de várias doenças

Movimento é vida: milhões de mortes poderiam ser evitadas se a população fosse mais ativa

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 5 milhões de mortes poderiam ser evitadas todos os anos, ao redor do mundo, se as pessoas fossem mais ativas. A atividade física regular pode prevenir doenças cardiovasculares, diabetes e até mesmo o câncer, além de reduzir os sintomas de depressão, ansiedade, estresse e melhorar o sono.  Vamos para dados mais de perto, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 40% dos adultos brasileiros são sedentários.

Deixa-me explicar como é essa definição de sedentarismo: passa pela quantidade de movimentos que uma pessoa faz ao longo do dia. Se for insuficiente para queima calórica que promova ação de saúde, então, ela pode ser considerada sedentária. É basicamente uma relação de movimento e calorias.

O sedentarismo é um problema de saúde pública no mundo todo. Já se discute uma pandemia de sedentarismo e não é de agora. E ações concretas não são tomadas para que se minimize o número de pessoas sedentárias. A questão do sedentarismo, como falamos, é de saúde pública, neste sentido, deveria ter a implementação de políticas públicas para a sensibilização e de toda sociedade contra esse grande mal da vida moderna. Com a pandemia e o isolamento social, obviamente, as pessoas ficam mais restritas em casa, o que contribui para um nível elevado de sedentarismo. O home office também estimula tal condição.  

As diretrizes da OMS recomendam, pelo menos, de 150 a 300 minutos de atividade aeróbica moderada a intensa, por semana, para os adultos. Quanto menos movimento fazemos, mais exposto estamos a todos os tipos de patologias, inclusive com piora da imunidade.  

Uma dica: o ideal é caminhar pequenas distâncias ao longo do dia de forma repetitiva. Que tal deixar o carro em casa e ir na padaria caminhando? Será que subir quatro lances de escadas no seu prédio, seria exigir muito de você?

Vamos tornar o movimento um hábito, vá no seu ritmo. É sempre importante ter acompanhamento médico, do nutricionista e profissional de educação física.

Seja a sua melhor versão

×

Olá!

Selecione uma de nossas representantes ou envie um email para contato@rafaelcoelho.med.br

× Marque sua consulta